terça-feira, 16 de julho de 2019

     Depois de ter perdido a parceria com a Juventus FC para o rival, agora é a vez do FIFA retirar um parceiro da edição anterior do PES.
     A EA Sports anunciou que este será um contrato de longa duração apesar de não especificar o que realmente acrescentará esta parceria.
     No site oficial dos Reds é referido que o acordo visa a "criação de conteúdo específico do clube para que os fãs possam desfrutar globalmente em todos os canais sociais do clube." 
     Deste modo, o atual vencedor da UEFA Champions League estará totalmente licenciado no videojogo que conta com a competição também licenciada.
     O Liverpool FC deverá deixar de estar licenciado no jogo da Konami ao nível dos uniformes, do nome, do símbolo e do estádio (a última vez que o clube não esteve licenciado foi no PES 2016 com o nome Merseyside Red).
     FIFA 20 chega a 27 de setembro para PC, PS4, Xbox One e Nintendo Switch.
     Os mais recentes lançamentos da Editora Devir a chegar às lojas são o 32º volume de Naruto, o 2º volume de Paper Girls e o 7º volume de Platinum End.

     O volume 32 do mangá de Masashi Kishimoto, Naruto tem como sinopse:
No regresso da batalha com Sasori, um novo ninja causa aborrecimentos à equipa de Kakashi. Os segredos deste desconhecido podem ser fatais a Naruto. Entretanto Orochimaru debate-se com os seus próprios problemas, quando descobre que pode existir um espião no seu esquadrão.
Naruto #32 - Em busca de Sasuke
Autor: Masashi Kishimoto
Shōnen

184 páginas
9,99 euros


O volume 2 do comic de Paper Girls tem como sinopse:
Depois de sobreviver à noite mais estranha das suas vidas, no subúrbio de Cleveland, as intrépidas entregadoras de jornal, Erin, Mac e Tiffany são arremessadas do ano de 1988 para o distante e assustador futuro… no ano de 2016.
Paper Girls #2
Argumento: Brian K. Vaughan
Desenho: Cliff Chiang
128 páginas
9,99 euros
(preço promocional até 15 de setembro)
     A Editora Devir informa:
Distribuição em banca dos dois primeiros volumes desta coleção, a história de quatro distribuidoras de jornais que ganhou prémios para Melhor Nova Série, Melhor Desenho/Cores e Melhor Escritor de 2016.

O volume 7 do mangá de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, Platinum End tem como sinopse:
Utilizando a sua flecha branca, Mirai consegue rapidamente aniquilar o vírus mortal de Fuyuko.
Vê-se então perante um dilema: matar o seu adversário ou correr o risco de o deixar matar outras pessoas.
Platinum End #7
Argumento: Tsugumi Ohba
Desenho: Takeshi Obata
Shōnen
192 páginas
9,99 euros


     A Devir deixou ainda de cobrar os portes de envio nas compras da sua loja online desde 25 de junho.
     Após o fim da parceria com a EA Sports, a Juventus FC assinou um acordo de exclusividade com a Konami, o que faz com que a EA não possa usar o nome, o emblema, os equipamentos nem o estádio da Vecchia Signora.
     A Juventus FC deixa assim de ser o PM Black White no PES e passa a ser o Piemonte Calcio no FIFA, como indica o site do jogo.
Miralem Pjanić, um dos embaixadores do eFootball PES 2020 | Imagem: eFootball Pro Evolution Soccer 2020 Official Site
     Esta exclusividade no PES 2020 faz com que a equipa tenha um tratamento personalizado ao serem realizados scans 3D aos jogadores, por o estádio vir fielmente recriado no videojogo e os equipamentos serem autênticos.
     No FIFA 20, o Piemonte Calcio terá um símbolo e equipamentos personalizados mas os jogadores vão ser os mesmos da vida real.
Pavel Nedvěd, uma das lendas do eFootball PES 2020 | Imagem: eFootball Pro Evolution Soccer 2020 Official Site
     Assim como as parcerias estabelecidas com o FC Barcelona (com Ronaldinho como lenda), o FC Bayern München (com Serge Gnabry como embaixador e Oliver Khan como lenda) e o Manchester United FC (com Scott McTominay como embaixador e David Beckham como lenda), o jogador Bianconeri Miralem Pjanić será embaixador do jogo e Pavel Nedvěd vai aparecer no modo myclub como lenda.
Allianz Stadium, a casa da Juventus FC recriada no eFootball PES 2020 | Imagem: eFootball Pro Evolution Soccer 2020 Official Site
     O clube transalpino é também o último a ser anunciado para a Demo do eFootball PES 2020 que chega a 30 de julho.
A Demo do eFootbal PES 2020 conta com 5 clubes europeus e 8 sul-americanos | Imagem: Twitter Pro Evolution Soccer
     eFootball Pro Evolution Soccer 2020 chega no dia 10 de setembro para PC, PS4 e Xbox One.
     FIFA 20 chega no dia 27 de setembro para PC, PS4Xbox One e Nintendo Switch.
     Jogo desenvolvido pela Runic Games está de graça na plataforma da Epic Games até ao dia 18 de julho.
     A Epic Games atualmente oferece um jogo a cada semana.
     Na semana anterior o jogo oferecido foi Overcooked.
     Tendo conta na loja virtual, basta irem até à página do jogo (que podem aceder aqui) e fazer o download.
     O próximo jogo a ser oferecido vai ser Limbo, no período entre 18 de julho e 25 de julho.

sexta-feira, 5 de julho de 2019

     Jogo desenvolvido pela Ghost Town Games e publicado pela Team17 está de graça na plataforma da Epic Games até ao dia 11 de julho.
     A Epic Games atualmente oferece um jogo a cada semana.
     Na semana anterior o jogo oferecido foi Last Day of June.
     Tendo conta na loja virtual, basta irem até à página do jogo (que podem aceder aqui) e fazer o download.
     O próximo jogo a ser oferecido vai ser Torchlight, no período entre 11 de julho e 18 de julho.

terça-feira, 2 de julho de 2019

     Jogo desenvolvido pela Ovosonico e publicado pela 505 Games está de graça na plataforma da Epic Games até ao dia 4 de julho.
     A Epic Games atualmente oferece um jogo a cada semana.
     Na semana anterior o jogo oferecido foi Rebel Galaxy.
     Tendo conta na loja virtual, basta irem até à página do jogo (que podem aceder aqui) e fazer o download.
     O próximo jogo a ser oferecido vai ser Overcooked, no período entre 4 de julho e 11 de julho.

quinta-feira, 27 de junho de 2019

     Aviso: Não sou de modo algum perito em cinema pelo que o exposto corresponde à minha opinião e pode conter SPOILERS, por isso procedam pela vossa conta e risco!
     Antes de mais, queria agradecer à NOS pela oportunidade de ir ver a antestreia do mais recente filme de uma das minhas franquias preferidas de animação.

     2019. Acho que este ano marca finalmente o fim (passe o pleonasmo) de uma das franquias de animação mais marcantes. Porque o final é a despedida perfeita e é bom saber quando parar.
     Ao nível da história, não há o que apontar. O enredo começa no passado, de modo a percebermos como Bo Beep deixou Woody e companhia 9 anos atrás.
     Daí voltamos para o presente para ver Bonnie, a nova dona dos brinquedos outrora de Andy a brincar com eles mas a deixar Woody de fora. E como a escola está a começar, ou melhor, é o dia da apresentação, o medo e o receio de iniciar um novo ciclo aparecem. Sentimentos normais em alguém que vai começar uma nova etapa. E tudo piora quando o pai lhe diz que não pode levar nenhum brinquedo com ela. Claro está que Woody não deixa a oportunidade passar e sorrateiramente acompanha Bonnie na apresentação.
     Na creche Bonnie cria um brinquedo novo, Garfy, com objetos que estavam no lixo.
     E é este novo brinquedo que leva Woody numa viagem (tanto física quanto emocional) pelo filme. Isto porque nessa semana antes da escola começar, a família vai fazer uma viagem e Woody incumbe-se da missão de não deixar Garfy voltar para o lixo como este tenta sempre fazer.
Garfy | Imagem: IMDB
     A arte do filme é muito boa. Seja pelo design dos personagens que já conhecemos, pelos novos e pelos cenários, tudo tem cores cativantes e adequadas à cena que é exibida.
     A animação também está sublime, quer seja pelos brinquedos, pelos humanos ou ainda pela forma como se mexem e como tudo acontece, acho que ficamos todos encantados de ver o que se passa na tela.
     Afinal, é da Disney e da Pixar de quem estamos a falar.
Buzz Lightyear | Imagem: IMDB
     As personagens tem desenvolvimento sejam elas velhas conhecidas ou novas. Da parte dos velhos conhecidos (excetuando Woody, mas esse falarei mais à frente), todos voltam como os conhecemos, como a perspicaz Jessie, o assustadiço Rex ou Buzz com um novo dilema filosófico.
     Das novas, temos a antagonista Gaby Gaby e os seus assustadores capangas Bensons, a dupla tresloucada composta por Ducky e Bunny, Duke Caboom e a sua falta de convicção, a amiga de Bo Beep, Giggles McDimples e Garfy, com a sua maneira "desajeitada" e peculiar de estar no mundo.
     E por fim, Bo Beep, que como seria de esperar de alguém que passou 9 anos fora do conforto de um lar, está mais capaz, mais autónoma e independente e Woody e a sua montanha russa de ser um "cabeça-dura" até perceber que os tempos mudam e consequentemente as circunstâncias, os pensamentos e as decisões a tomar.
     Outro ponto interessante nesta película é a dinâmica entre Woody e Gaby Gaby, dois brinquedos da década de 50, mas com sortes diferentes na vida. Enquanto Woody nas mãos de Andy foi o seu brinquedo preferido e está em ótimo estado de conservação, Gaby Gaby por outro lado, nunca teve esta sorte. Um problema na sua caixa de voz e a falta de uma criança na sua vida deixaram-na insegura acerca de si e por isso esta quer tanto a caixa que Woody tem e faz de tudo para a obter. Assim como ambos partilham o mesmo ideal de estar sempre presente para uma criança.
Woody, Bo Beep e Giggles McDimples | Imagem: IMDB
     As piadas são adequadas tanto a crianças como para adultos, não são forçadas e são até construídas com o tempo (não é que estavas certo Botão de Ouro?).
     As vozes portuguesas estão também elas muito boas como seria de esperar tendo em conta o historial que não só esta franquia tem como as diversas animações da Disney e da Pixar tiveram em terras lusas.
Woody, Bo Beep e Duke Caboom | Imagem: IMDB
     Para finalizar, acho que Toy Story despede-se da maneira certa. Tocou em temas que a franquia sempre mostrou, como rejeição, medo, ansiedade, esperança, felicidade amizade e mostrou-nos que as pessoas podem mudar, porque o que lhes aconteceu na vida pode ter condicionado as suas decisões mas não as impede de aprender.
     E o exemplo máximo disto é o protagonista, Woody. De fiel companheiro de Andy, de brinquedo preferido e especial, com uma visão centrada na ideia de estar lá para a sua criança, até perceber que também devemos olhar pela nossa felicidade e podemos ajudar os outros a conseguirem os seus sonhos.
     E não tenham pressa de sair do cinema pois existem 5 cenas pós-créditos.
     Por tudo isto, só me resta dizer: "Para o infinito, e mais além!".
Woody, Buzz Lightyear, Jessie e Garfy | Imagem: IMBD
O Verão promete ser animado para os visitantes da KidZania. Entre 3 de Julho e 15 de Setembro, quem for passar tempo no parque temático, poderá usufruir de várias atividades relacionadas com a Nintendo Switch no Clube de Verão Famílias Nintendo.


Pais e crianças poderão experimentar vários títulos exclusivos da consola híbrida da Nintendo, tais como 1-2-Switch, Mario Kart 8 Deluxe, Mario Tenis Aces, entre muitos outros. O objetivo não é a competição, mas sim proporcionar experiências a todos os tipos de público, independentemente da idade ou nível de perícia com videojogos: "Todos sairão da KidZania com um sorriso na cara", afirma a empresa nipónica no seu comunicado de imprensa.

Mas a festa, ao que parece, estende-se além das atividades da KidZania, já que o Clube de Verão Famílias Nintendo vai organizar uma série de passatempos com prémios variados, que poderão ir desde peças de merchadising, a jogos ou até a consolas Nintendo Switch. Para saber mais sobre estas atividades, o melhor é estar atento às redes sociais da Nintendo e da KidZania durante o Verão.
Quando a notícia saiu de que Toy Story receberia outro filme isso deixou todos um pouco aflitos. Toy Story 3 tinha sido um final digno da franquia, apesar de ter sido o pior da antiga trilogia, fazendo todos os adultos que cresceram com essa história chorarem como bebês nas salas de cinema. O maravilhoso adeus a uma franquia, ou não teria sido assim tão perfeito?



Toy Story 4 vem para mostrar que a Pixar pensou o mesmo que todos, o final podia ser ainda melhor. Neste longa eles conseguem trazer todos os pontos incríveis que podíamos imaginar. O primeiro e o segundo filme foram sobre o grupo de bonecos e como eles viviam escondidos das pessoas. O terceiro já foi sobre o crescimento de Andy e como os bonecos estavam ficando obsoletos. Toy Story 4 é sobre renovação, novidade, ciclos. É o fim perfeito para os bonecos de Andy, que agora são de Bonnie.

Woody, Buzz, Garfy, Slinky, entre outros brinquedos | Foto: BBC
Este longa conta a história de Garfy e Woody, dois brinquedos em momentos completamente diferentes. Bonnie, a atual proprietária de todos os bonecos que conhecemos, sente-se sozinha no primário então Woody decide ajudá-la e, assim, nasce Garfy, um boneco feito de lixo. Durante todo o longa, esses dois personagens passam por um processo de auto-realização de suas posições. Garfy acredita que é apenas lixo e, por isso, não quer nada a ver com a Bonnie. Enquanto isso, Woody não consegue esquecer de Andy e isso faz com que sinta-se com uma responsabilidade com seu antigo dono, em relação a Bonnie.

De uma forma, ambos estes personagens tem uma jornada similar e, sem a presença de ambos, nenhum conseguiria atingir o seu objetivo final. Temos o retorno de um antigo personagens também, Bo Peep, que acaba sendo muito importante para a trama. Mas, o foco deste longa não são os bonecos antigos e sim os mais recentes, o ciclo que eles vivem. É uma história emocionante do começo ao fim. De início o longa consegue já se destacar por trazer a emoção de eventos passados, da nostalgia que muitos sentem por esses incríveis filmes. E, no final, consegue, como sempre, trazer a emoção interior de qualquer um que esteja assistindo.

Bo Peep | Foto: Disney
Em termos técnicos, Toy Story nunca esteve tão visualmente lindo. A animação é de extrema qualidade, juntamente a fotografia, que acaba transformando cenas que seriam naturalmente simples em um momento de contemplação. A história é maravilhosa, fazendo com que todos prestem muita atenção no que está acontecendo. Os personagens, mesmo os antagonistas, são incrivelmente carismáticos. Ao fim do longa já é possível sentir aproximação com todos, principalmente quando falamos de Garfy, Woody, Bo Peep e Gabby Gabby.

É importante falar um pouco sobre os dois personagens centrais. Garfy é o centro desta história, é o crescimento de valor de um personagem. De acreditar que não vale nada e é apenas um lixo para saber de sua importância na vida de quem o criou. Woody é o segundo ponto de arranque de Toy Story 4, é o personagem que movimenta a história para frente, que quer o benefício de seu dono acima de tudo. Sua jornada o levará a entender o que realmente é importante em sua vida no momento e entender sua posição como boneco.

Poster Garfy | Foto: Disney
Toy Story 4, como final da franquia, é o filme perfeito. Consegue definir as histórias dos personagens que tanto amamos e nos deixar seguros de que cada um irá desfrutar dos momentos que vão ter daqui para frente.

Um agradecimento à NOS pela oportunidade de assistir a esse filme. Esteria HOJE nos cinemas!

quinta-feira, 20 de junho de 2019

     Jogo desenvolvido e publicado pela Double Damage Games está de graça na plataforma da Epic Games até ao dia 27 de junho.
     A Epic Games atualmente oferece um jogo a cada semana.
     Na semana anterior o jogo oferecido foi Enter the Gungeon.
     Tendo conta na loja virtual, basta irem até à página do jogo (que podem aceder aqui) e fazer o download.
     O próximo jogo a ser oferecido vai ser Last Day of June, no período entre 27 de junho e 4 de julho.