Full width home advertisement

Críticas de Cinema

Destaques Tecnologia

Post Page Advertisement [Top]

     Aviso: Não sou de modo algum perito em literatura pelo que o exposto corresponde à minha opinião e pode conter SPOILERS, por isso procedam pela vossa conta e risco!



Ultimate Homem-Aranha 1 - A Origem O Novo Início
Enredo: Brian Michael Bendis e Bill Jemas
Argumento: Brian Michael Bendis
Desenho: Mark Bagley
Arte-Final: Art Thibert
Cor: Steve Buccellato
Editora: Marvel
Editora (em Portugal): Devir

Sinopse:
A Origem | Novo Início
Parte 1 de 3
Conheça Peter Parker, um aluno brilhante, interessado nas ciências e na Internet, órfão de pai e mãe e que vive com os tios. Até aqui tudo parece perfeitamente normal, até ao dia em que, num visita de estudo, é picado por uma aranha geneticamente manipulada e começa a ganhar misteriosos poderes.
     Voltamos aos comics (ou à banda desenhada, como preferirem) e para falar novamente do nosso amigo da vizinhança. Mas não o Homem-Aranha mainstream (da terra-616) mas sim, do Ultimate Homem-Aranha (da terra-1610). Um Homem-Aranha mais próximos do nosso tempo.

     Mais próximo do nosso tempo porque aqui não temos uma aranha radioativa mas sim uma aranha geneticamente manipulada e que é morta após picar o jovem Peter Parker (estas são duas das alterações que este 1º número já trás mas ao longo da série vamos vendo novas atualizações).

     Este universo Ultimate que surgiu precisamente por a Marvel querer atrair e conquistar novos leitores na entrada do novo milénio. Para tal, esta nova linha não se limita a recontar a história que já conhecemos com um ponto ou outro diferentes. Esta história carrega as ideias de quem a desenvolveu e consegue criar um mundo no qual já sentimos pena de ver o Peter a sofrer bullying por parte de Flash Thompson e Kong. Vemos um tio Ben visualmente diferente e que não morre neste 1º número, pelo que aprendemos a gostar ainda mais dele graças a este convívio alargado. Temos uma tia May atenciosa e preocupada com o sobrinho. Uma Mary Jane também preocupada com o amigo e que o tenta ajudar. Observamos um Harry Osborn bastante preocupado com a sua imagem e negligenciado pelo pai que, como todos sabem ou ficam a saber é Norman Osborn. Alguém frio, calculista e apenas preocupado com resultados.
     Falei tanto nas personagens porque realçam outro ponto positivo da história de Brian Michael Bendis, as relações estabelecidas entre personagens.

     A arte é fenomenal. É daquelas artes que se entranham tanto que parece esquisito ver (muitos números para a frente) este livro não ser desenhado por Mark Bagley.
     
     Ultimate Homem-Aranha é por isso um excelente reconto da história original ao ponto de ter influenciado várias das adaptações subsequentes do aranhiço fora da BD. Basta ver, por exemplo, o filme Spider-Man (2002) interpretado por Tobey Maguire ou como Tom Holland falou que usou esta série para interpretar o herói no cinema.

     Como também podem ver pelas imagens, o meu exemplar já é "velhinho" e como era criança na altura, ele acabou com algumas moças mas que não estragam a experiência de ler uma das minhas histórias preferidas do meu super-herói favorito!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib | Edited for Geekstorm